você está em: home >> o que fazer

O que fazer

Artesanato

Características do Artesanato da Rota

Fibras,  tramas, cores, muitas alegria!  Eis a síntese do artesanato encontrado ao longo da Rota das Emoções.

Ceará

O artesanato da região de Jericoacoara é uma atração a mais para a badalada cidade, principalmente o crochê. É muito comum encontrar grupos de artesãs fazendo crochê em frente às pousadas, restaurantes e na beira da praia. A maioria das peças são confeccionadas em suas residências, nos vilarejos que cercam o parque Nacional de Jericoacoara e a venda é feita na rua ou no centro de artesanato, por isso as peças possuem preços acessíveis e são muito utilizadas pelos turistas. No município de Barroquinha  a principal matéria-prima do artesanato é a concha, onde são realizados trabalhos com quengas de coco, colagem em laminados e cortinas de conchas e de búzios. Em Camocim e Chaval, o artesanato predominante é o crochê, ponto de cruz, bordados e vagonite. O artesanato em madeira, matérias provenientes do mar (conchas, búzios), estão sendo introduzidos no mercado, principalmente através de luminárias de quengas de coco com conchas e búzios. Também são confeccionadas cortinas com conchas e búzios.

Maranhão

O artesanato de Barreirinhas é rico em fibras naturais do buritizeiro e do tucunzeiro, porém o mais abundante na região é o de fibra de buriti, com o qual são produzidos cestaria, artigos pessoais (bolsas, sandálias, bijuterias etc.) e artigos para casa (toalhas, cortinas etc.). A fibra de tucum também é utilizada para produção de peças, porém, em menor escala. Sementes de frutos nativos e cascas de coco de babaçu são amplamente utilizadas para produção de artesanato, produtos de decoração, bijuterias, entre outros. O couro também é utilizado para produção artesanal na confecção de sandálias e bolsas, além de artigos para montaria. As matérias-primas mais utilizadas para a produção do artesanato de Tutóia são: palha e fibra do buriti, couro, coco, chifre, linha e conchas. A partir destes materiais, se obtém artigos de uso pessoal, de decoração, utilidades domésticas, sapatos, bolsas e artigos de montaria. Em Araióses, o artesanato é feito a partir da palha de carnaúba - chapéus, tapetes, abanos, madeira, cerâmica, ferro e tecido.

Piauí

A região do Delta do Parnaíba é rica por seu artesanato variado e único, em produtos naturais bastante diversificados. Os trabalhos feitos com palha e talos de carnaúba destacam-se na cidade de Parnaíba (PI) e Ilha Grande (PI), onde são confeccionados produtos de cestaria, acessórios com os mais variados modelos de bolsas, utilidades domésticas, vassouras, espanadores, esteiras, abanos, cofos e modelos decorativos como mandalas e sousplat. A  fibra de táboa tem a sua participação na produção de móveis tais como cama, luminárias, bolsas, jogos americanos, sandálias, tapetes, produzidos nos municípios de Luis Correia e Parnaíba.

Na Ilha Grande de Santa Isabel  destacam-se as rendeiras, protagonistas na história do artesanato regional, quando elaboram suas finas peças de exportação, conhecidas na Itália, Alemanha, Portugal, além do cenário nacional. A renda é confeccionada em almofadas enchidas com capim da região, utilizando alfinetes, bilros e papelão para a confecção das mesmas. As rendeiras, enquanto trabalham juntas em círculo, jogam conversa fora, colocam os assuntos em dia, cuidando para não furar os dedos nem errar o ponto. O resultado de vários dias de trabalho são marcadores de textos, blusas, saias, vestidos, bolsas, colares, chapéus e outros adornos.

No paradisíaco e místico Cajueiro da Praia, as conchas não se perdem na areia branca da praia, mas se transformam em adornos de chapéus, cortinas, colares e enfeites diversos que, com sua simplicidade e brilho, embelezam e encantam. O crochê e os trabalhos com palha de carnaúba também estão presentes em Cajueiro da Praia.


Carregando...

© 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved. produzido pela cjflash